Resident Evil 7 Document File: Introdução

Resident Evil completou em 2016 vinte anos desde o lançamento de seu primeiro título, um jogo que chegou chutando a porta, por conta de um time jovem e inexperiente de desenvolvedores da Capcom, que brincava com a ideia de reaproveitar a franquia Sweet Home.

Diversas histórias sobre o desenvolvimento de Biohazard 1 surgiram desde então, apresentando uma equipe dedicada e sem parâmetro, que gastava recursos para polir o mínimo detalhe do game até a perfeição, mesmo sem saber o retorno que iriam receber no final.

Duas décadas depois, o cenário não é o mesmo. O desenvolvimento de jogos no Japão sofre com um rumo completamente diferente, onde diversos talentos da região buscam sucesso através de jogos mobile ou abandonam as grandes empresas para seguir seus sonhos em projetos menores e mais pessoais.

A Capcom, lar de Resident Evil, passa por um período de queda livre, onde suas maiores séries sofrem com a perda dessas entidades que coloriam a imagem da empresa e garantiam o selo de qualidade da companhia.

Shinji Mikami, foi encarregado de dirigir e produzir o primeiro Biohazard. Considerado como o pai do gênero survival horror e da franquia em si, atualmente trabalha na Tango Gameworks, onde desenvolveu para a Bethesda o game: Psyco Break, conhecido no ocidente como The Evil Within.

Hideki Kamiya assumiu o manto e dirigiu Resident Evil 2 no meio de 1996, após o projeto original liderado por Mikami ser descartado pelo mesmo e o desenvolvimento do título ter que começar do zero. Porém, no momento,  Kamiya é vice-presidente da Platinum Games, a empresa que construiu junto com várias faces da falecida Clover Studios, que foi ceifada anos atrás pela própria Capcom.

Órfã e cada vez mais prejudicada pelo formato caro de títulos AAA, em 2013 a franquia sofria com a falta de direção. Mas mesmo assim, com os olhos no futuro, uma equipe incerta e cheia de inseguranças tentava moldar uma continuação de Resident Evil 6, que de acordo com os próprios envolvidos, teve que ser deixada de lado porque não estava gerando resultados concisos. Após essa decisão, uma oportunidade surgiu.

Com essas palavras, introduzo minha série de tradução pessoal do Resident Evil 7: Biohazard Document File, visivelmente inspirada nos trabalhos de Alex Daniel, também conhecido como Cvxfreak do site Frequent Gamer Miles.

Como um grande fã da franquia desde os meus sete anos de idade, tive a chance de assistir duas das minhas maiores paixões se unificarem: conteúdos produzidos com base no desenvolvimento de jogos e a série Resident Evil.

Após o lançamento do game, uma enxurrada de material oficial sobre a sua produção surgiu por parte da Capcom, sendo disponibilizado gratuitamente nos seus canais de comunicação, mas também por trás de produtos pagos como o Inside Report.

Infelizmente, assim que foi lançado, este documento estava apenas disponível em japonês. Porém, visando o mercado ocidental, uma versão com tradução americana foi disponibilizada para compra. Essas seriam ótimas notícias, se não fosse o fato de que muita gente no Brasil ainda não domina a língua, e considerando o preço e a entrega,  pouquíssimas pessoas vão ter acesso ao documento.

Tendo noção da importância e riqueza do conteúdo incluso no Document File, decidi assumir a responsabilidade de traduzir a documentação e espalhar a palavra até onde conseguir.

Considerando todo meu tempo pessoal gasto, preciso destacar que essa é uma tradução baseada em outra tradução (japonês/inglês – inglês/português), por isso caso erros acabem surgindo, peço que tenham paciência e apontem nos comentários para eu corrigir assim que possível.

Mas sem mais delongas, está na hora de soltar esse projeto ao mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s